• Bem-vindo ao Fórum SoCientífica, um espaço para criar e responder perguntas fascinantes sobre o mundo ao seu redor e as coisas contidas nele!

Por que epistemologia não é ensinada em cursos de ciências básicas?

Membros online

Nenhum membro online agora.

ViniGarcia

Novo Membro
Nov 13, 2019
6
4
3
Acho absurdo que um físico, por exemplo, não tenha contato com epistemologia e filosofia da ciência em nenhuma disciplina obrigatória ao longo de sua formação. Isso cria cientistas que desprezam Filosofia e que podem cometer diversos erros básicos ao longo de suas carreiras.
 
  • Like
Reactions: Felipe Martini

Caio Ribeiro

Novo Membro
Nov 13, 2019
2
5
3
Os físicos que eu conheço têm alguma noção de Epistemologia de buscarem por curiosidade própria. Mas, pelo menos nas Ciências Naturais, a falta de metodologia científica prejudica apenas o(a) pesquisador(a), que terá seu estudo desacreditado.

O que me preocupa, de verdade, é a situação na área da Saúde. Altamente infestada de pseudociência; lá as consequências vão muito além de um trabalho reprovado. E é um problema que tem crescido há anos e sendo muito pouco combatido.

Outro dia fiquei atônito ao descobrir que uma professora (doutora em Odontologia) estava ensinando "Física quântica" na aula de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde...
 
Última edição:

ViniGarcia

Novo Membro
Nov 13, 2019
6
4
3
Na saúde é terrível realmente. É picaretagem atrás de picaretagem. Em quem iremos confiar se os ditos especialistas com formação na área fazem isso... Bom ponto a se trazer. Sigo alguns profissionais de saúde em redes sociais que combatem pseudociência, mas é difícil, são poucos. Saúde virou material pra coach. E o pior é que são pessoas com formação em saúde. Muito triste. Será que adicionar disciplinas relacionadas a epistemologia e filosofia da ciência seria suficiente nessas áreas?
 
  • Like
Reactions: Caio Ribeiro

Caio Ribeiro

Novo Membro
Nov 13, 2019
2
5
3
Acredito que sim. As discussões que tive com meus colegas (alunos dessa professora) foram bastante infrutíferas. Em grande parte porque precisei passar mais tempo explicando o básico de metodologia científica (critério de verificabilidade e falseabilidade, teste duplo-cego, relevância estatística, correlação vs causalidade etc) do que falando de Física Quântica em si. E desconfio que só me deram ouvidos porque faço Física¹. Mas e quantos outros saíram de lá com a noção errada de como a coisa funciona e sem ninguém pra corrigi-los?

Além disso, precisa-se combater essa cultura da "medicina alternativa" que vem crescendo na área da Saúde. A medicina tradicional tem suas críticas? Claro que sim. Mas nem por isso vamos jogar tudo fora e trocar a quimioterapia por "dieta das células". Pesquisas e tratamentos alternativos são muito bem vindos desde que tenham sua eficiência comprovada cientificamente. Acho engraçado como olham cheios de desconfiança para a "gananciosa indústria farmacêutica" e, ao mesmo tempo, veem com a maior naturalidade essa galera dos tratamentos alternativos enriquecendo.

1. Ainda sim, falaram que eu era graduando e ela doutora. Eu retruquei: "Bom, se estivéssemos falando de molares, ou métodos de anestesia aí sim. Mas em quê a formação dela a capacita para falar de Física quântica? O que é mais provável: que ela não entendeu o que leu (ou procurou nas fontes erradas), ou que uma série de físicos-pesquisadores de longa carreira tenham se enganado?"
 

Felipe Martini

Novo Membro
Abr 13, 2020
8
5
3
É tão comum ver os filósofos a par das discussões científicas mais especializadas, mas por que a recíproca não é verdadeira? Os filósofos procuram saber de ciência para filosofarem melhor, enquanto muitos cientistas (não digo todos, para evitar uma generalização apressada) procuram manter uma distância da filosofia, sem se darem conta de que muito do que eles fazem está repleto de pressupostos filosóficos.

Um conhecimento histórico sobre o desenvolvimento das ciências já basta para mostrar que é profícuo que ciência e filosofia cooperem mutuamente. Pegue-se o exemplo das neurociências e da filosofia da mente, da linguística e da filosofia da linguagem ou mesmo da matemática e da lógica. Muitos dos pressupostos de praticamente todas as ciências existentes foram estabelecidos por filósofos. Além disso, há contemporaneamente a tendência de a filosofia da ciência, que, por muito tempo, teve a física como modelo para suas investigações, especializar-se em filosofia da biologia, filosofia da química etc.

Sendo assim, sem dúvidas, concordo que os cursos de ciências básicas deveriam incluir em seus currículos disciplinas da filosofia. Felizmente, na universidade onde eu estudo, há já algum movimento nesse sentido, principalmente nos cursos de psicologia e biologia. Contudo, mais do que isso, o que eu entendo ser de extrema importância é o diálogo entre as áreas a partir do interesse dos próprios estudantes. Espero ver futuramente mais filósofos nos laboratórios, mais cientistas em cadeiras optativas da filosofia e mais trabalhos em conjunto entre eles!